quarta-feira, 7 de março de 2012

Trilhos do Moinho Branco, A natureza no seu estado puro junto à raia.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA         A Associação INIJOVEM de Nisa, através da sua Secção de Caminheiros, abriu da melhor forma a época pedestrianista de 2012, com uma caminhada pelo percurso pedestre de pequena rota PR8: Trilhos do Moinho Branco em Montalvão. Trata-se de um dos 8 percursos marcados e homologados segundo as normas da Federação de Campismo e Montanhismo de Portugal. Foi no passado dia 12 de Fevereiro, numa manhã bastante aprazível para a prática desportiva e de lazer, que compareceram 60 caminheiros, não dando por mal empregue o tempo despendido com esta actividade, pois desfrutaram de uma oportunidade única para aliarem à ocupação saudável dos seus tempos livres, o contacto com a natureza e a partilha do salutar convívio entre todos, ao longo de 14 km, plenos de trilhos e caminhos por descobrir.
Após a confirmação das inscrições, distribuição de documentação/kit de reforço alimentar e o habitual briefing de boas vindas, o percurso teve o seu inicio no Largo da igreja Matriz cerca das 09h00 da manhã.
Saindo de Montalvão em direcção a Póvoa e Meadas, o trajecto passou pelo Monte do Estacal e antes dos Montes da Queijeira e da Pobreza, todos os caminheiros puderam visitar o Chafariz de Paus. Após um primeiro reagrupamento, a caminhada prosseguiu ao encontro da foz da Ribeira de S. João, onde esta entra no rio Sever, linha divisória natural entre as freguesias de Montalvão e Póvoa e Meadas (Castelo de Vide). E logo ali, do outro lado do Sever, estava Espanha, paredes meias com este inolvidável percurso. Chegados à Azenha do Moinho Branco, junto à margem esquerda do Sever, local ideal para descansar e merendar, todos os caminheiros aproveitaram para isso mesmo! Aqui puderam também contemplar a natureza no seu estado puro, junto à raia espanhola, onde se misturam os sons da água corrente com o chilrear da passarada, em perfeita harmonia bucólica! Purificadas as mentes e reabastecidos os estômagos, o grupo retomou marcha em direcção ao pontão da Ribeira do Lapão, com passagem pela Eira do Ferreira, não sem antes se matar a sede na Mina da Lagartixa. Nesta parte do percurso todos os participantes puderam também apreciar antigas construções em xisto e alguns abrigos que chegaram até aos nossos dias, porventura, ainda utilizados por pescadores e por pastores. Cerca das 13h00 avistaram-se as ruínas da antiga Capela de Santa Margarida, já com Montalvão a elevar-se imponente na linha do horizonte!
A “3ª parte da jornada” decorreu na Marisqueira “O Rei do Camarão”, através de um almoço convívio, onde todos, em sã camaradagem e amena cavaqueira, partilharam as experiências da manhã e apontaram baterias para a próxima caminhada, a realizar no dia 3 de Março, entre Nisa e as Termas da Fadagosa! Até lá boas caminhadas a todos!
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Texto: Sérgio Cebola
Fotos: Preciosa Dias